Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

XIV Fórum Brasileiro de Televisão Universitária

Imagem

Os Inovadores

Imagem
Leitura obrigatória para aquelas que gostam e querem entender de tecnologia digital. "Os Inovadores", de Walter Issacson, é uma "biografia" do digital, começando lá atrás, quando ainda era apenas uma tremenda de uma abstração na cabeça de visionários como a condessa Ada Lovelace e do excêntrico Charles Babbage, ainda na primeira metade do Séc. XIX. E conta essa história da melhor maneira possível: pelas pessoas. E é uma história muito bem contata, que descobre detalhes surpreendentes e fascinantes, como a participação feminina nessa trajetória, iniciada justamente pela condessa, que carrega o fardo de ser filha do poeta Lord Byron, e que se torna uma matemática genial. Em sua curta vida, estabeleceu as parâmetros do que seria uma programação de computador, elevando-a a uma arte deslumbrante e libertadora. O importante papel das mulheres é resgatado em outros momentos, o que só ratifica que, apesar das qualidades do desenvolvimento da computação, há o feio de

Interatividade na TV Digital: "Opção pelo passado"

Imagem
  A interatividade é a redentora da TV brasileira na entrada da era digital. Era assim que pensavam os pensadores há muitas anos atrás quando começamos a pensar sobre a TV Digital no Brasil.  Seria o diferencial brasileiro em relação a TV Digital norte-americana e europeia. Finalmente esse aparelho manipulador e opressor cultural onipresente nos lares brasileiros (do ponto de vista dos dinossauros acadêmicos dos anos 1970) iria, pela interatividade, incluir o cidadão brasileiro em sua sociedade excludente. Ops, deu pau! Transcrevo o ótimo editorial de André Mermelstein, publicado na edição impressa de junho de 2105 da revista Tela Viva, publicação que trata seriamente a temática digital (se não a única). André faz um 'estado da arte' da interatividade e a TV Digital e ainda mostra que o que era ruim ainda pode piorar. Não é o caso de descartar a interatividade - ainda é necessária - mas repensar qual deve ser o seu modelo a partir das evoluções e tendências tecnológicas

Será a letra cursiva um novo latim?

Imagem
Parece que o Calvin concorda com a Finlândia. In: O mundo é mágico: as aventuras de Calvin & Haroldo, por Bill Watterson. Ed. Conrad, 2007, p.30. "Finlândia substitui letra cursiva por tablets em escola": essa foi a manchete da reportagem de Patrícia Pereira para a Folha de S. Paulo. E traz muitos sentimentos conflitivos. É certo que a Finlândia, por diversos índices, tem a melhor educação do mundo. E, de repente, dizem que as crianças devem substituir a letra cursiva por aulas de digitação! Como assim, as crianças vão parar de escrever? E agora? Se a educação na Finlândia é tão boa, devem ter seus motivos para tal iniciativa e, certamente, fizeram pesquisas antes. Por outro lado, uma das maiores emoções do meu filho foi justamente a conquista da letra cursiva. Foi um processo, daqueles raros a cada dia nas escolas tradicionais, em que efetivamente se tem prazer em aprender. As professoras ratificam que há uma grande expectativa nas crianças e um grande ganho e

Ex-vilão, especialistas apostam no celular para melhorar educação

Imagem
 O projeto EcoMUVE, da Universidade de Harvard, ajuda crianças do ensino médio a aprender sobre ambiente. A reportagem é antiga, mas ainda muito válida nestes tempos que a escola briga com os smartphones em sala, ao invés de brigar com os currículos do Séc. XIX. Por Andréia Martins e Carolina Cunha - Do UOL - 30/10/2013 Nenhum professor gosta de ver seus alunos distraídos durante a aula, atraídos por mensagens, vídeos e redes sociais no celular. No entanto, a imagem do celular como um vilão da educação está ficando para trás. Especialistas em ensino a distância já consideram o celular um aliado da educação por sua facilidade de acesso. No Brasil, são exemplos de projetos iniciativas como o ProDeaf , aplicativo para celulares Android que traduz tudo o que você escrever ou falar para libras (língua de sinais usada por pessoas surdas e muda

Sem descer para o play: os Sem Televisão X Com Televi$ão:

Imagem
dreamstimefree O meu condomínio tem 80 apartamentos. A partir de 2016, seis famílias estarão proibidas de descer para o parquinho. É isso que vai acontecer com o desligamento da TV analógica, agora que aproxima-se o prazo do início do desligamento. Em bom português, significa que quem não tiver infraestrutura de TV Digital em casa, fica sem TV. Ou paga por ela. Faltam só quatro meses para o primeiro desligamento, no município de Rio Verde, em Goiás. Em 2016, será como um dominó, um sinal caindo após o outro. O processo está cheio de pegadinhas e aqui vai uma: a legislação de transição define que o desligamento só poderá ser feito quando 93% dos domicílios daquela área estiverem com acesso à TV Digital. Mas como disse o escritor Benjamin Disraeli, há três espécies de mentiras: mentiras , mentiras deslavadas e estatísticas.    Tiraram esse número da realidade nacional em que 93% da população é hoje alcançada pelo sinal analógico. É certo que, em um país com dimensões cont

A história do dragão do bafo quente

Imagem
É só ajudar com a técnica que as crianças voam... É o caso dessa linda animação feita por alunos do Instituto Libertas, em Belo Horizonte, sob a coordenação da Profa. Fernanda Clímaco. A animação teve menção honrosa na MUMIA - Mostra Udigrudi Mundial de Animação de 2014. Deixo as palavras da Profa. Fernanda para descrever o processo:     "Essa história começou com a leitura de um conto clássico da literatura infantil “A bela adormecida” na versão escrita e encenada pelo grupo Giramundo.  Após diversas leituras, visitamos uma exposição dos bonecos originais da história no MUSEU MEMORIAL VALE e o encantamento foi imediato... Voltamos para a escola e observava fragmentos do clássico sendo representados pela meninada em jogos simbólicos e em desenhos.  Eu era professora da turma de 4 e 5 anos no Instituto Libertas. Já estava desenvolvendo um projeto de literatura e a coisa foi crescendo...junto com as professoras de artes e música - olha a interdi

Apenas 48 países completaram a migração para a TV digital, diz UIT

Imagem
  Esta reportagem da Letícia Cordeiro mostra que a transição mundial para a TV Digital não está sendo o passeio que se imaginava. Mas o que eu queria mesmo ver era um estudo sério de como está a transição por outras dimensões, como substituição da TV aberta gratuita analógica, penetração em territórios distantes ou de sombra, o custo ao telespectador, o aumento ou a perda de audiência. Conforme vimos sobre Portugal , tudo vai depender de cada país. Se com os portugueses tudo parece ter dado errado, e na Inglaterra caminhou bem, foi dada as especificidades de cada nação. No entanto, me chama a atenção que, com exceção dos EUA (pioneiros e já com uma forte tradição contrária à TV aberta), os demais países que conseguiram concluir eram pequenos em sua área geográfica. Portanto, pelo menos neste quesito, é difícil fazer uma previsão e um comparativo com o Brasil, já que esse, a meu ver, é o principal gargalo. Mas que fique (mais) esse alerta: não está fácil para ninguém, mesmo aquel

Minicom testa utilização do VHF alto para TV digital

Imagem
Foto: dreamstime Será essa uma boa notícia? À princípio seria o cumprimento do compromisso do governo em compensar as TVs públicas da perda de espaço no espectro da TV Digital para as telefônicas. No entanto, há várias dimensões a serem estudadas, como a questão técnica (vai ter qualidade de transmissão, ter interferências, o custo dos equipamentos para adequação à frequência?) e/ou distanciamento dos demais canais abertos comerciais, o que impacta quando o telespectador está zappiando . De qualquer forma, desconfiado sempre estou pois o histórico da TV Digital para a TV Pública não tem sido dos melhores, em grande detrimento da segunda. Se o VHF alto fosse bom, estaria sendo ofertada tão generosamente para as "entidades públicas"? Ou o caminho é focar nas "entidades privadas"? A ver. Da Redação do Tela Viva News - Radiodifusão - 19/3/2014, 19h43 O Ministério das Comunicações deu início neste mês aos testes para verificar se a TV aberta digital pode gan