Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local - Lançamento do Livro

Imagem
O livro Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local: Instrumentos para a Transformação Social saiu. É uma bela coletânea de artigos de amigos e colegas que escrevem sobre a temática do título, com fenômenos contemporâneos ligados à comunicação, à gestão das políticas públicas, à saúde, aos movimentos sociais, aos processos de formação e de autonomia dos indivíduos e grupos sociais. Tenho um capítulo lá com algumas ideias utópicas de como podemos fazer uma TV Educativa melhor, pelos caminhos da gestão social e desenvolvimento local. Amigos como Cosette Castro e Alexandre Kieling também estão contribuindo. Somam às colegas do Mestrado de Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário UNA, responsável pela edição, sob a organização das coordenadora do programa Profa. Lucília Machado e Profa. Lucia Afonso. O livro é da Editora Autêntica. O lançamento será na quinta-feira, dia 27 de junho de 2013, às 19 horas, na Casa Una de Cultura (Rua Aimor

Descoberta a motivação das passeatas: falta Ritalina no mercado

Imagem
Dreamstimefree Deixei de publicar na última quarta-feira pois fazia uma ampla investigação. Afinal, na efervescência que se encontra a juventude do país, o que meu blog poderia contribuir? Emanado nas reminiscências do jornalista investigativo que um dia já fui, acreditei que só poderia voltar a escrever se elucidasse, afinal, o que estava ocorrendo com esses jovens e o que isso tinha a ver com os nossos assuntos tratados aqui. Pois bem, sinto dizer a concorrência que furei a todos e descobri o motivo de tanta agitação: há cinco meses falta Ritalina no mercado! Confirme com o repórter Nícolas Pasinato , do Sul 21. Para quem não sabe, a Ritalina é nome comercial mais famoso do metilfenidato, medicamento para o tratamento de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Quem não tem filhos em idade escolar, talvez nunca tenha ouvido falar. Mas quem trabalha com crianças com dificuldades de aprendizagem já aprendeu, há um bom tempo, a se acostumar com as menções à

Ginga BR.Labs: um fracasso anunciado!

Imagem
Termina hoje o prazo para inscrição no projeto Ginga BR. Labs. A proposta é selecionar 10 emissoras públicas para receber um laboratório de testes de conteúdos e aplicações para o middleware Ginga, o Windows (ou Linux) do sistema de interatividade da TV Digital. O objetivo era incentivar a produção e a difusão dos aplicativos interativos. Só podem participar emissoras ligadas a estados, municípios ou universidades públicas que já transmitem em sinal analógico e tenham pedido o sinal digital. Mais carimbado, impossível! Só faltou colocar por extenso as emissoras que receberão a verba. Será um fracasso! Ou será um “sucesso” no discurso babaca, embolorado e retrógrado dos que continuam defendendo o surrado clichê “educação pública é do bem, educação privada é do mal”. Esse mantra vem do Séc. XVIII e surgiu para lutar por um ensino laico (a igreja é que representava a educação privada de então) e não contra o capitalismo. Ao contrário, os burgueses é que defendiam essa posição

No berço da democracia, a TV pública Grega perde para o mercado

Imagem
Funcionária da TV Pública Grega em 12 jun. 2013 - Reuters/Yorgus Karahalis by LeMonde.fr A coisa apertou, e o governo da Grécia fecha a sua TV pública. Mas não sem resistência: uma greve geral protesta pelo ato arbitrário do governo e o pau está comendo na porta da emissora. Funcionários se recusam a sair, tentam colocar a programação na marra na internet.... Já pensou, as pessoas nas ruas lutando por televisão pública no Brasil? Eita, inveja! Mas, vamos ao fato concreto que, embora não conhecendo muito a Grécia, mas sabendo razoavelmente de capitalismo selvagem, tenho lá minhas dúvidas se haverá um final feliz nesta história. Para a alegria das televisões comerciais do mundo e seus bilionários mantenedores relaxados em suas ilhas fiscais. Gabriel Priolli, de onde veio o alerta, sintetizou muito bem o sentimento: "O mercado fez a crise, mas só o mercado pode cobrir a crise". Se minha empresa faz apostas erradas, quem vai pagar sou eu e meus sócios. Ninguém, muit

Anatel tenta implatar políticas de inclusão digital na boa vontade alheia

Imagem
Dreamstime Free Stock Photos O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL aprovou um novo regulamento de Serviço Limitado Privado (SLP). Na realidade, se eu quisesse, enquanto ONG ou prefeitura, instalar um serviço de wifi gratuito, entre outras coisas, teria uma enorme dificuldade para fazer isso. Aí, é claro, as telefônicas acham lindo! Bem, de acordo com a nota da Anatel, essa nova regulamentação unificou 15 serviços e simplificou os procedimentos para pedidos de autorizações. O que, na opinião da agência, facilita "a implementação de políticas públicas de inclusão digital pelos órgãos públicos e entidades sem fins lucrativos". Ok, é um avanço, mas de uma timidez tristonha. Afinal, alguém tem que pagar a conta. As prefeituras estão nadando em dinheiro para ter essa nova despesa, ainda mais que ela não traz nenhum benefício fiscal ou orçamentário para o seu caixa (e, menos ainda, eleitoral)? Com que intenção, nobre ou não, o prefeito vai c

Oficina para filmes em domes. E gratuita!!

Imagem
Lembra daquelas sessões de filmes de 180 graus? Entrava em uma grande tela, mais parecida com uma tenda de circo ou um iglu gigantesco. Era A experiência. E os melhores que vi eram, geralmente, associada a alguma ideia educativa: conhecer o universo, observar o céu estrelado, viajar por paisagens longínquas, conhecer a evolução do homem ou alguma tecnologia. E olha que legal esse curso aí! Para fazer esse tipo de produção audiovisual. E ainda de graça!

Diário da NAB III: vem aí 8K

Imagem
Cenário real Imagem 8 K projetada em tamanho real As televisões 4K eram mato na NAB Show 2013! Para os iniciados (como eu), basta saber que a televisão 4 K tem quatro vezes mais resolução que a Full HD! Pois elas já estão desembarcando por aqui, como já anunciou o site da Tela Viva , e já há produções brasileiras feitas com suas câmeras. E já são (quase) águas passadas para a indústria. Bem, exageros à parte, o 8K já é uma tecnologia pronta mas, ao que parece, estará voltada para grande telas. Por enquanto. De fato, a experiência é muito maluca. Depois de tanto ver Full HD, 2K, 4K, você acredita que não tem mais como melhorar. Pois melhora. No stand, havia um cenário com modelos vivas, cheio de detalhes. Do outro lado, a projeção em tempo real. Os desavisados - que, porventura, não viam o cenário - podiam entender que estavam vendo as pessoas realmente, atrás de uma janela. Me pergunto sempre se não haverá um limite para a nossa percepção visual. Sempre desconfiei,