Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Projeto Pedal: a televisão para crianças, por crianças

Imagem
Uma dica enviada pela mestranda e educadora infantil Fernanda Câmpera Climaco. Mostra um projeto delicioso de dar às crianças a possibilidade de fazer a sua TV. E de se encantar com o que elas fazem. Por Marcela Lorenzoni - Plataforma Eduqa.me - 22/04/2015 “Passarinho que vive em gaiola, se for solto, morre. Mas passarinho que vive livre consegue se adaptar em qualquer lugar“. (Anderson Lima – idealizador do Pedal) Toda semana, alunos de três instituições de ensino no estado de São Paulo recebem uma oficina de produção midiática. A proposta coloca as crianças, desde o princípio, como responsáveis pelo material: cabe a elas definir o conceito, elaborar o roteiro, manusear os equipamentos de filmagem – e, é claro, assistir o conteúdo gerado.  “Quando um adulto vai ao cinema, ele pode escolher entre uma ficção, um drama, uma comédia romântica”, provoca Anderson Lima, idealizador do projeto, “Mas só existe farsa para crianças na televisão brasileira. Por que elas não têm espaç

Brasil tem educação do Séc. XIX e a Finlândia, que tem a melhor do mundo, já está reformando!

Imagem
Ilustração: Blog Diálogos Políticos - Acesso 3/5/2015 Carteiras com alunos olhando, professor na frente e quadro atrás: não há dúvidas de que o modelo de educação é uma das únicas coisas que não evoluiu, não só em décadas, mas em séculos!  Em resumo, o que sabemos é o seguinte: a escola não faz qualquer sentido para os jovens, embora os adultos tentem enfiar algum na cabeça deles. Os países nórdicos têm sido uma referência do que é avançado. Mas, para a nossa humilhação, que nem temos um arremedo de reforma educacional para chamar de nosso, eles já pensam em reformular o que já estava bom. Veja na reportagem de Patrícia Pereira, enviada da Folha de S. Paulo para a Finlândia. Referência mundial em educação, Finlândia faz reforma no ensino Alunos do ciclo fundamental terão de estudar tópicos que envolvam diferentes disciplinas A partir de temas como mudança climática, alunos aprenderão de física a geologia, diz secretária de educação Por Patrícia Pereira - Folha de

TV Digital portuguesa e as lições para o Brasil

Imagem
Há dois anos Portugal fez seu desligamento da TV analógica terrestre e agora só tem TV Digital. É um outro país, outro contexto, mas tem enormes lições a nos dar. E nos alertar. É incomparável a diferença territorial entre o Brasil e Portugal. É como se digitalizassem apenas o estado de Santa Catarina (que ainda é maior uns 3 mil km2). Mas é impressionante como parece que deu tudo errado. E como pode dar um bocado de coisa errada aqui também. Parece que a grande bobagem foi fazer uma licitação para ver qual empresa administraria a transição. E não é que quem ganha - com o governo dizendo amém - é uma empresa de telefonia paga (que também leva os sinais das TVs pagas e banda larga)? Resultado: fizeram nenhum esforço para manter uma televisão aberta grátis e fácil acesso e, hoje, majoritariamente, o português tem que pagar se quiser assistir TV. Mesmo aqueles que vivem no interior (e não são poucos) não conseguem pegar um sinal (porque, como todos sabem, não há 'bom' ou

TV linear segue como principal forma de consumo de conteúdo televisivo, aponta Viacom

Imagem
Da série "Porque a TV não vai acabar", conforme tenho defendido aqui e em artigos . Essa é uma pesquisa noticiada pelo site Tela Viva em 14 países, com mais de 10 mil pessoas. POR LEANDRO SANFELICE | leandro@convergecom.com.br   A Viacom International Media Network divulgou nesta quarta, dia 6, em evento promovido em São Paulo, os resultados do estudo Redefined, que explora como os telespectadores estão redefinindo sua relação com a televisão. Os resultados do estudo apontam que a TV linear ainda é a principal fonte de entretenimento e descobrimento de conteúdo televisivo. Entre os entrevistados, 69% dos adultos e 76% das crianças de 6 a 12 anos disseram ter a TV linear como fonte de consumo de conteúdo primária. Além disso, a troca de canais é apontada como principal método usado pelos telespectadores para a descoberta de conteúdo, seguido por troca de informaç

Educação não é corrida de obstáculos

Imagem
Tabela: Jornal O Tempo/MG Uma das principais referências nos debates modernos sobre a Educação, Rosely Sayão, tem, na sua coluna semanal da Folha de S. Paulo, tocado em feridas profundas sobre nossa educação. No texto abaixo, mostra a perversidade de colocar nossas crianças para tentar aprender algo que ainda não está devidamente preparada para apreender. E o mais tocante é ver como essa política, que já dura décadas, não tem nos entregado alunos melhores. Quem está em sala de aula no ensino superior sabe que o resultado é muito pior. Aprender sem pressa Por Rosely Sayão - Publicado na Folha de S. Paulo de 28/4/2015 Por que crianças com menos de seis anos não devem ser matriculadas no primeiro ano do ensino fundamental? Essa é a pergunta de muitos pais que consideram seus filhos maduros e prontos para enfrentar o ensino das letras e dos números do modo formal que nossas escolas ensinam, usem elas este ou aquele método de ensino e de alfabetização. Vale a pena reflet