Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Guillermo Orozco em entrevista

Imagem
O pesquisador e professor Guillermo Orozco é uma referência mundial sobre educação e comunicação, especialmente quando se trata da produção audiovisual. Entrevistei-o na abertura do 11o. Fórum Internacional de Televisão, o TV Morfosis, que aconteceu em setembro, em São José dos Campos/SP, na Univap. É uma aula para os interessados no tema.

Base Nacional Comum Curricular: oportunidade para parar de chorar

Imagem
Eu periodicamente choro pela qualidade da nossa educação básica! Na universidade, tenho compaixão com aqueles alunos que perderam os melhores anos de suas jovens vidas tentando decorar conteúdo que nunca vão usar durante sua existência. Choro pelos professores, doidos para ajudar esses jovens, mas amarrados numa burocracia ignorante, num salário aviltante que rouba-lhe o tempo para se dedicar decentemente, num currículo sem sentido, sem esteio com a realidade do estudante, sem a afetividade e o sabor do conhecimento que tanto clamava Rubem Alves. Pois bem! O país agora pode discutir essa mudança que é fundamental. É a Base Nacional Comum Curricular , que vou me abster de explicar para que você possa ver o video aí de cima, muito mais bonito, didático e esclarecedor. Da minha parte, eu já vi que aquele aparelhinho que está em 98% dos lares brasileiros, que é a principal fonte de informação, de cultura, de educação, de entretenimento de milhões de brasileiros, é basicamente ig

Webdocumentário é TV, cinema, internet ou o quê?

Imagem
Webdocumentário Mortos e Feridos nos Protestos Afinal, webdocumentário pode ser considerado um novo gênero de produção audiovisual? O Observatório da Imprensa publicou no último dia 7 de novembro o artigo " O webdocumentário combina TV e cinema" , fruto a pesquisa do professor, produtor e diretor Richardson Pontone, em parceria acadêmica comigo quando no Programa de Pós-graduação em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitáio UNA.   O artigo lembra que "o webdocumentário é um novo formato de narrativa de audiovisual na Internet. É uma extensão da linguagem televisiva e cinematográfica com as especificidades da rede. O webdocumentário parte do princípio da participação da audiência através da interatividade. O usuário participa da ação escolhendo como navegar no ambiente podendo ou não, escolher as cenas e sequências a serem navegadas. A linguagem do webdocumentário, seja nas suas etapas de definição e aplicação metodológica, na pro

Que monstro te mordeu, TV Aberta?

Imagem
É mesmo de ficar triste. O excelente infantil "Que monstro te mordeu?" está concorrendo ao melhor programa de TV no prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte. Uai, isso é triste, cabeção? Sim, porque está concorrendo com ninguém menos do que "Zorra" e "Masterchef Brasil". É tão maluco colocar os três programas lado a lado (ainda tem o "Lucky Ladies" e "Todas as manhãs do mundo") para competir quanto perguntar qual é o melhor time: o Corinthians, o Los Angeles Lakers e a equipe de natação do Minas? "Ah, mas é tudo esporte!", devem dizer os defensores da lista, quando olham para os título e pensam que tudo é televisão mesmo! Fazer o quê? Tal discrepância é fruto da expulsão da TV aberta comercial dos programas infanto-juvenis. Como todos sabem, trocamos as manhãs e tardes dedicadas às crianças em fase de crescimento pelas de adultos em fase de infantilização. Ainda pior é a questão de exclusão econômica: c

Na Berlinda #01: Televisão

Imagem
Estreia do programa Na Berlinda , da reformulada TV Uni-BH , televisão universitária de Belo Horizonte. Literalmente a TV ficou na berlinda, e tive a ousadia de defendê-la como pude. Não sei se sempre com sucesso... Com as atiradeiras em punho, estavam o radialista Luiz Carlos Alves , da Rádio Itatiaia, o professor (e crítico da TV) Murilo Marques Gontijo , o ativista Gustavo Ferreira , do Jornalistas Livres de Belo Horizonte e o estudante de jornalismo Thiago Fonseca . A TV Uni-BH está totalmente de cara nova, com a coordenação da Profa. Ana Paula Damasceno que se uniu a uma equipe motivada e eficiente. O Na Berlinda é apenas um de uma dezena de novos programas que deram uma revigorada na TV universitária da capital mineira. Não sei se ajudei ou atrapalhei, mas é sempre um prazer estar com essa rapaziada.