Você assiste TV com seus filhos? Novela e Faustão não valem...

Freerangestook
A Tela Viva News noticiou que, conforme uma pesquisa, 60% das mães acham importante assistir TV com os filhos.

Mas, afinal, de que TV estamos falando? Porque assistir novela com a criança não é a mesma coisa que assistir o Peixonauta.

Ah, você não sabe quem é o Peixonauta? Normal. A televisão voltada para as crianças é desconhecida pelos adultos. Uma pena. Além de bastante divertida, pesquisas comprovam que as crianças gostam de programas de crianças. Não os chatos programas dos adultos, que só entram na programação na falta da alternativa infantil.

Você, adulto, sabe do que estou falando? Quais são os personagens mais queridos pela criançada? O que seu filho ou filha gostam de ver na TV? Os adultos procuram saber quem são os personagens em voga não pela televisão, mas pelas gôndolas das lojas. Justamente a relação comercial que gostam tanto de abominar. E acabam fortalecendo essa relação quando compram produtos, não porque a criança se identifica com o personagem, mas porque é o que está na moda. Boa parte do que se compra  para as crianças é para agradar os adultos.

Pouco se procura saber das crianças sobre seus heróis midiáticos. Afinal, "isso é coisa de criança", não cabe no nosso mundo "maduro". Mas porque eles gostam deste e não daquele? Quais são os valores que definem as escolhas dos seus heróis? De quem são esses valores, quem os forneceu, porque as crianças os consideram referenciais? Por fim, de quem é a obrigação de construir, com a criança, esses mesmos valores?

De acordo com a mesma pesquisa, 56% das mães assiste os programas indicados pelos filhos. Então, as demais assistem o quê? Novela, Faustão? Por outro lado, a maioria das crianças de até seis anos se julgam donos do controle remoto.

Desde quando ser pai é moleza? Porque temos que achar justamente o equilíbrio nisso tudo. Os programas que as crianças gostam devem passar pelo crivo crítico dos pais, na sua análise de valores. Na boa, incentivo meu filho a assistir Sítio do Pica Pau Amarelo e não recomendo - quando não proíbo - Max Steel. Deixo o controle remoto com ele, desde que só assista TV Rá-Tim-Bum, Discovery Kids e Disney Júnior. Cada família escolhe a sua grade, a partir do que acredita estar em sintonia com suas crenças. Pode até assistir Chiquititas, desde que você concorde com o que é passado como mensagem do programa e o horário não bata com o hábito desejado para a criança.

Mas só dá para fazer isso se assistir, de preferência junto com a criança. Pode ser só um pouco, apenas para entender as relações e os valores ali inseridos. Agora, se puder se divertir, melhor ainda. Criança gosta de compartilhar sua alegria e fica feliz quando você é esse outro.

O melhor disso é estabelecer uma relação de confiança com a criança. Ela lhe apresenta os seus personagens e desenhos preferidos, você entende quais são os valores que estão ali sendo consolidados e pode fazer suas intervenções - não se prive de dizer "papai não gostou deste desenho porque é muito violento para a sua idade. Que tal você me mostrar outro? Um que eu goste e que eu possa assistir com você?"

Aos poucos você vai construindo com ele um catálogo de produções que ele sabe que você gosta (não duvide, essa é uma referência MUITO importante para ele) com outras que você não gosta, mas que não vê prejuízo na construção dos valores que você quer para ele. Assista alguns com ele, deixe que ele assista outros sozinho, mas deixe sempre claro que você está de olho, o que dá segurança para a criança em todos os sentidos.

O tempo é curto, eu sei! Mas dá para revezar, de vez em quando, a enxurrada de más notícias dos telejornais com as trapalhadas do Chaves, se não para se divertir, pelo menos para passar um tempo agradável com o seu filho.

Continuamos a falar disso na próxima semana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espaço: a fronteira final

Educação é Pop!

Há esperança!