"O que que o menino vai fazer com o encontro consonantal?"



Depois de ver esse video do mestre Rubem Alves, fico com a sensação que nada mais tenho a dizer sobre o que deve ser o professor nestes novos tempos.

Rubem Alves é meu mestre desde os primórdios de minha vida acadêmica como pesquisador. Se sou o que sou, devo grande parte à sua obra. Mesmo que parte significativa dos educadores acadêmicos lhe torçam o nariz. Para mim, podem torcer até deslocar para atrás das orelhas. Talvez assim eles coloquem a audição à frente do olfato perdigueiro e obcecado à procura de um mundo ideal existente apenas nos livros teóricos-utópicos de pedagogia. 

O depoimento do mestre é repleto de pérolas (como é toda a sua obra), mas o destaque vai para sua proposta de um novo professor: "um professor que não ensina nada. Um professor de espantos."

O outro delicioso depoimento é quando narra a carta de um seu jovem leitor que diz ter gostado de um dos seus livros por ter dado uma visão de liberdade. E que a professora solicitou, então, que ele achasse no texto os encontros consonantais...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espaço: a fronteira final

Educação é Pop!

Há esperança!